Bom Caminho - em busca das veredas antigas

John Piper - foto

Lembra-te do dia de sábado, para o santificar - Parte 1

John Piper

Calendário - Domingo

O mandamento do Sabbath* no Antigo Testamento

Vamos tentar obter uma visão panorâmica do ensino bíblico do sabbath. Conhecemos os Dez Mandamentos encontrados em Êxodo 20. O mandamento do sabbath é o número 4 e é encontrado nos versículos 8-11.

“Lembra-te do dia de sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR, teu Deus; não farás nenhum trabalho, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o forasteiro das tuas portas para dentro; porque, em seis dias, fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e, ao sétimo dia, descansou; por isso, o SENHOR abençoou o dia de sábado e o santificou.”

Cinco comentários

Pelo menos cinco coisas nestes versos precisam de comentário especial.

1. Lembrando

Primeiro, Israel deve se lembrar do dia de descanso. Sabbath significa descanso. “Lembra-te do dia de sábado”, significa: “não se esqueça de tirar um dia de folga.”

2. Santificando

Segundo, "para o santificar", significa separe-o de todos os outros dias como um dia especial. Especificamente, como diz o versículo 10, como "do SENHOR", ou "para o Senhor." Em outras palavras, o descanso não deve ser um descanso sem nenhum propósito, mas um descanso centrado em Deus. A atenção será dirigida a Deus de forma mais concentrada e fixa do que em dias normais. Mantenha o seu dia santo, mantendo o foco no Deus santo.

3. Um em cada sete

Terceiro, o dia santo do descanso deveria ser um em cada sete. Versículo 9: "Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR, teu Deus.”

Trabalhe seis, descanse um. Trabalhe seis, descanse um. Esse é o padrão prescrito nos Dez Mandamentos. Note que não diz que o sabbath ("dia do descanso”) deve ser o último dia da semana ou o primeiro dia da semana. O conceito de semanas nem mesmo é mencionado. O mandamento é simplesmente trabalhe seis dias, descanse um. Cada sétimo dia deveria ser um sabbath.

4. Nada de fraude

Quarto, não defraude o mandamento dizendo, "Bem, eu guardarei este mandamento, mas minha empregada vai trabalhar, ou, coloquei o meu boi para trabalhar com uma cenoura na frente do seu nariz às seis da tarde do sabbath para que ele separe os grãos o dia todo enquanto eu descanso." Deus diz: “Não”. Você não entendeu qual é o ponto em questão se você tentar manter o negócio aberto usando empregados, animais ou parentes. Qual é o ponto em questão?

5. O descanso de Deus Após a Criação

Quinto, o verso 11 nos conduz ao aspecto básico do mandamento. Está baseado no descanso de Deus depois da criação: "porque, em seis dias, fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e, ao sétimo dia, descansou; por isso, o SENHOR abençoou o dia de sábado e o santificou."

Isto está em Gênesis 2:2-3.

“E, havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito. E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera.”

"Trabalhe seis, descanse um. Trabalhe seis, descanse um. Esse é o padrão prescrito nos Dez Mandamentos."

Deus "abençoou" e "consagrou" o sétimo dia. Gênesis 2:3 e Êxodo 20:11 dizem que Deus "abençoou" e "consagrou" o dia de descanso. O que significa Deus abençoar um dia? Eu creio que significa que ele faz do dia um tempo de benção. Quando Deus abençoa um homem, o homem torna-se ricamente abençoado. Quando ele abençoa uma terra, a terra fica rica de bênçãos. Assim quando ele abençoa um dia, aquele dia fica rico de bênçãos.

E o que significa que Ele consagra o dia? "Consagra" é a mesma palavra que "santifica." Significa colocar o dia à parte para focar de maneira especial no que é santo, isto é, Deus e seus santos feitos.

Agora considere as duas palavras juntas. Ele abençoou o dia e ele consagrou o dia. Como elas se encaixam? Ele o tornou uma fonte de bênçãos e Ele fez isto para focar nEle. Não é óbvio que o consagrar está incluído na bênção e a bênção está incluída no consagrar? Quando você santifica a Deus e focaliza sua atenção nele, você recebe mais bênção do que se você continuar se ocupando sete dias por semana com negócios seculares, pensando que o sucesso profissional e o dinheiro são o caminho para a verdadeira felicidade. E (o contrário) quando você busca sua bênção em Deus, em vez de nos produtos do trabalho humano, você O glorifica e honra Sua santidade como a maior riqueza.

O descanso de Deus

A razão, apresentada em Gênesis 2:3 e Êxodo 20:11, porque Deus abençoou e consagrou o sétimo dia é que "porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera." O que significa esse “Deus descansou”? Significa, ao menos, que ele estava satisfeito porque o trabalho dEle de criação estava completo e era "muito bom." Seu descanso significa que ele agora queria parar como se estivesse tendo um tempo de lazer e sossego e saborear a beleza e perfeição da Sua obra criativa.

Esta é a verdadeira base desse consagrar e abençoar o dia de descanso. Ele está dizendo, na prática: "Deixem minha criatura mais elevada, aquela criada à minha imagem, parar a cada sete dias e comemorar comigo o fato de que Eu sou o Criador que fez tudo isso. Deixem-na parar de trabalhar e focalizar em mim, que Sou a fonte de tudo aquilo que ela tem. Eu sou a fonte de benção. Eu fiz até mesmo as mãos e a mente com que ela trabalha. Deixem que um dia entre sete demonstre que toda a terra e todos os animais e toda a matéria-prima e todo o fôlego e força e pensamento e emoção; tudo vem de Mim. Deixe que o homem olhe pra mim, em descanso, um dia em cada sete, para a bênção que é tão fugaz nos negócios deste mundo."

O que é bonito sobre o sabbath é que Deus o instituiu como uma lembrança semanal de duas coisas. Uma é que toda verdadeira bênção vem da Sua graça, não do nosso trabalho. A outra é que nós O exaltamos e O honramos e mantemos o dia santo se buscamos a plenitude da Sua bênção prestando especial atenção a Ele neste dia.

Deus como a fonte da salvação

Seria um engano concluir destes dois textos que as únicas bênçãos nas quais nós deveríamos focalizar durante nossa observância do sabbath são as bênçãos da criação. Deuteronômio 5 nos dá uma segunda versão dos Dez Mandamentos. Aqui o fundamento para a observância do sabbath é diferente. Versículo 15:

“porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito e que o SENHOR, teu Deus, te tirou dali com mão poderosa e braço estendido; pelo que o SENHOR, teu Deus, te ordenou que guardasses o dia de sábado.”

"Portanto, o foco do sabbath não está só em Deus como a fonte da criação, mas também como a fonte da salvação."

Em outras palavras a mão poderosa e o braço estendido de Deus não estavam enfraquecidos pelo trabalho de criação. Eles estão cheios de força. O descanso de Deus não era para recuperação, mas para exultação. Agora o mesmo Deus mostrou o Seu poder não só para criar, mas também para salvar. Portanto, o foco do sabbath não está só em Deus como a fonte da criação, mas também como a fonte da salvação. "Seu Deus o tirou da terra de Egito. . . PELO QUE ele lhe ordenou que guardasses o dia de sábado." Um dia de descanso a cada sete, mantenha-o santo ao Senhor, isso nos lembra e mostra ao mundo que DEUS é nosso Criador e nosso Redentor - nós não nos fizemos a nós mesmos, nós não podemos nos sustentar ou nos salvar sem a Sua graça. Aquietai-vos e sabei que Ele é Deus.

O Sabbath como um sinal

O que Deus disse no êxodo do Egito?

“Não temais; aquietai-vos e vede o livramento do SENHOR que, hoje, vos fará; porque os egípcios, que hoje vedes, nunca mais os tornareis a ver. O SENHOR pelejará por vós, e vós vos calareis “

Êxodo 31:12-13 enfatiza novamente a verdade de que o sabbath significa nossa confiança absoluta na graça de Deus.

“Disse mais o SENHOR a Moisés: Tu, pois, falarás aos filhos de Israel e lhes dirás: Certamente, guardareis os meus sábados; pois é sinal entre mim e vós nas vossas gerações; para que saibais que eu sou o SENHOR, que vos santifica.”

O sabbath é um sinal. Aponta para uma verdade que nós nunca devemos esquecer. A verdade de que Deus (e não nós) nos santificou. Ele nos escolheu e nos separou e trabalhou para nos fazer singulares entre os povos da terra.

Resumo do mandamento do Sabbath

Em resumo então, Êxodo 20:11, Deuteronômio 5:15 e Êxodo 31:13 ensinam que o sabbath é uma maneira de lembrar e expressar a verdade de que Deus é nosso Criador, Redentor e Santificador. Nós somos dependentes Dele para tudo que nós temos no mundo, para nossa libertação de inimigos, e para nossa santidade. Certamente Ele planejou que nós trabalhássemos. Mas nosso trabalho não cria, nem salva e nem santifica. Para isto nós dependemos da bênção de Deus. Todas as coisas são dEle e por meio dEle e para Ele. Para que não nos esqueçamos disso e comecemos a levar muito a sério nossa força, pensamento e trabalho, nós devemos separar um dia em sete para parar os nossos trabalhos e focalizar em Deus como a fonte de toda a bênção.

Prossiga para a segunda parte deste artigo

 


* Nota do Revisor: Não traduzimos o termo Sabbath para sábado porque cremos que tira o sentido original do termo que é "dia de descanso", forçando uma associação excessiva com o nosso dia de sábado no calendário. Nisso seguimos a postura do autor, já que ele utilizou o termo Sabbath em vez do inglês para o dia de sábado - saturday.

Fonte: Extraído do site Desiring God


Tradução: Priscila Bernardi Heyse

Revisão: Juliano Heyse


Fale conosco: mail@bomcaminho.com.

2009 Bom Caminho